© 2019 - VIII Congresso Brasileiro de Ginástica para Todos.

O Congresso de Ginástica para Todos (GPT) ocorre desde o ano de 2010. As duas primeiras edições foram realizadas em dezembro de 2010 e junho de 2011 respectivamente, tendo formato apenas de festival, contando com a apresentação de grupo de Ginástica para Todos e Dança vinculados às disciplinas de diferentes IES e por grupos que já possuíam um trabalho consolidado. Em tal momento, os docentes e pesquisadores envolvidos vislumbrando a necessidade de mais pesquisas científicas, de novos encontros pedagógicos-científicos, de novas partilhas de saberes, acertaram a realização de novos festivais, porém, com a inserção de conferências, mesas temáticas, publicação de trabalhos científicos e cursos para as próximas edições. Esse coletivo de docentes e pesquisadores, definiu que o evento seria realizado anualmente, no segundo semestre e que, a cada edição uma das IES envolvidas sediaria e realizaria a coordenação geral do evento, com apoio das outras IES envolvidas e com a permanência do projeto central na secretaria de Goiás do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE-Goiás) visando manter a essência central do projeto: formação, produção, partilha científica e construção de saberes teórico-práticos na GPT.

A terceira edição foi realizada nos dias 27, 28 e 29 de outubro de 2011, a partir dessa nova proposta articulada pelos professores e pesquisadores. Essa edição teve como sede e coordenação geral o Campus ESEFFEGO da Universidade Estadual de Goiás e contou com a colaboração efetiva da FEFD-UFG, PUC Goiás, Estácio, CBCE Goiás e diferentes grupos de dança e GPT. Contamos com a presença da professora Dra. Vilma Lení Nista-Piccolo (Unicamp/UFTM), abordando a temática Ginástica para todos e dança: trânsitos e tangências. Foram ofertadas 16 oficinas relacionadas à GPT e Dança. Essa edição contou com aproximadamente 350 inscritos.

 

A quarta edição ocorreu entre os dias 22 e 24 de novembro de 2012, sob a coordenação geral da FEFD-UFG e apoio do campus ESEFFEGO UEG, PUC GO, Estácio, FUG, grupos de GPT e Dança do Estado de Goiás e do CBCE Goiás. A temática proposta para essa edição foi Diversidade, inclusão e visualidades. Para a mesa de abertura foram convidadas as professoras Dra. Eliana de Toledo (Unicamp) e professora Dra. Valéria Figueiredo (FEFD-UFG), sendo que, ambas também ofereceram oficinas práticas para os participantes. Foram oferecidas 20 oficinas, houveram trabalhos de comunicação oral e relatos de experiência e, ao todo, a edição contou com aproximadamente 300 inscritos.

 

A quinta edição foi realizada entre 28 e 30 de novembro de 2013, sob a coordenação geral do Campus Catalão da Universidade Federal de Goiás e demais IES envolvidas. Essa edição, ocorreu junto com o Congresso Goiano de Ciências do Esporte (CONGOCE) promovido bienalmente pela secretaria goiana do CBCE. A temática central nessa edição foi Práticas corporais e práticas docentes. As convidadas para a mesa temática foram: Dra. Michele Viviene Carbinatto (USP) e Dra. Lívia Tenório (UFPE), que participaram da mesa temática Experiências metodológicas em Ginástica e Dança. Quanto aos trabalhos científicos inscritos, tivemos um Grupo de Trabalho temático (GTT) de Ginástica e Dança com 10 trabalhos aprovados.  Foram oferecidas oficinas de Ginástica e Dança, inclusive com as professoras convidadas, e duas noites com apresentações coreográficas, com aproximadamente 30 grupos inscritos. Nessa edição a prof. Dra. Michele Carbinatto também esteve como representante oficial da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), analisando as coreografias apresentadas e ao final, efetivando o convite a dois grupos para participarem da Gymnastrada Mundial (em Helsinque Finlândia-2015) – um grupo infantil da cidade de Catalão e o grupo Cignus vinculado a UEG.

 

Nessa mesma edição, após avaliação interinstitucional com as IES envolvidas, foi avaliado que a ocorrência do festival anualmente dificultava a participação dos grupos em outros eventos, como por exemplo, o Fórum Internacional de GPT que ocorre em anos pares na cidade de Campinas – parceria SESC e Unicamp. Além disso, a organização financeira para a realização do evento se complexificou com o passar dos anos. Desse modo, o coletivo definiu que o evento se tornaria bienal, ocorrendo no segundo semestre dos anos ímpares.

 

Em 2015, realizamos a 6ª Edição, agora com caráter de Congresso, potencializando e instigando a produção científica na área. Como convidados externos tivemos os professores Dra. Michele Carbinatto (USP), Dra. Andresa Ugaya (Unesp), Dr. Jorge Perez Gallardo (Unicamp, atualmente aposentado e residindo no Chile) e o envolvimento de diversos professores doutores do Estado de Goiás. Nessa edição, coordenada com parceria entre professores do Campus ESEFFEGO, Universo e CBCE Goiás, contamos com o apoio do Centro Cultural Gustav Ritter e Martin Cerere cedendo o espaço físico para a realização das atividades do evento. Foram realizadas 2 mesas temáticas, 18 oficinas, 2 dias de apresentações de coreografias, 40 trabalhos submetidos, sendo 23 comunicações orais e 17 relatos de experiência. Esse evento contou com aproximadamente 250 participantes inscritos.

 

A partir desse evento e das primeiras reuniões institucionais estabelecidas entre pesquisadores envolvidos na construção desse congresso e, também de professores pesquisadores do Grupo de Pesquisa em Ginástica da Unicamp, consolidamos a proposta de organização de um livro sobre GPT que, apresentasse os principais projetos de pesquisa, mesas temáticas, construções científicas e debates que ao longo desses anos foram se delineando. Em 2016, foi publicada a obra pela Editora UEG intitulada Ginástica para Todos: possibilidades de formação e intervenção, coordenado pelas professoras Ma. Michelle Ferreira de Oliveira (UEG) e Eliana de Toledo (Unicamp).

 

A edição de 2017 ocorreu no Centro de Excelência do Esporte do Estado de Goiás, sob a coordenação geral da UEG e CBCE Goiás, apoio das IES do Estado. Nessa edição ocorreram dois marcos: o primeiro foi uma homenagem e a reunião dos professores de dança e ginástica que contribuíram para essas práticas no Estado de Goiás; o segundo foi a presença representativa de professores e pesquisadores dos Estados de Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo. Para a conferência de abertura contamos com a presença do Prof. Dr. Jorge Perez Gallardo (Unicamp) e Prof. Dra. Katya Gualter (UFRJ). Foram oferecidos 14 cursos; 22 coreografias (inclusive com participações de outros Estados) e foram aprovados 65 trabalhos, sendo que, nessa edição os anais foram publicados no site da UEG. Ainda nessa edição, realizamos uma avaliação ao final do evento e decidimos ampliar os horizontes e construir a edição de 2019 em nível nacional, tornando o evento um Congresso Brasileiro de Ginástica para Todos.

 

Lançado o desafio, a VIII Edição do Congresso Brasileiro de Ginástica para Todos tem como eixo central os Ecos dessa história, a territorialização da GPT no Brasil. Além disso, a comissão organizadora se dispõe a acolher o GYMBRASIL, evento de GPT oficial da Confederação Brasileira de Ginástica.